1 mês de salário dos 513 parlamentares no Brasil ajudaria 84 mil famílias

123 views

Todos os meses, o Brasil gasta R$ 17,3 milhões somente com os salários dos 513 parlamentares

Todos os meses, o Brasil gasta R$ 17,3 milhões somente com os salários dos 513 parlamentares. O valor pago somente de salário a cada um é de R$ 33.763.

Além do salário, cada parlamentar tem direito a benefícios, como a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). O valor depende do estado de cada deputado, devido ao preço da passagem aérea. Representantes do Distrito Federal ficam com a menor quantia (R$ 30.788,66). Já os de Roraima recebem a maior: R$ 45.612,53.

Entre os demais benefícios está uma verba destinada à contratação de pessoal: o valor, que hoje é de R$ 106.866,59 por mês, destina-se à contratação de até 25 secretários parlamentares (cuja lotação pode ser no gabinete ou no estado do deputado), que ocupam cargos comissionados de livre provimento. A remuneração do secretariado deve ficar entre R$ 980,98 e R$ 15.022,32.

Os parlamentares também recebem auxílio-moradia de R$ 4.253 ou apartamento funcional em Brasília, ajuda de custo paga no início e fim de cada mandato e benefícios relacionados à saúde. Os deputados têm atendimento no Departamento Médico da Câmara (Demed) e podem pedir reembolso para despesas médico-hospitalares realizadas fora do Demed. Deputados em exercício do mandato e seus familiares, que podem ser incluídos como dependentes no Imposto de Renda, têm direito de utilizar o departamento.

Considerando apenas os salários dos parlamentares, sem todos esses benefícios, o valor pago em apenas um mês daria para ajudar 84.489 famílias com o benefício máximo pago pelo programa Bolsa Família, destinado às famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza que tenham em sua composição gestantes, nutrizes (mães que amamentam), e crianças e adolescentes de 0 a 15 anos. O valor de cada benefício é de R$ 41 e cada família pode acumular até 5 benefícios por mês, chegando a R$ 205.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 54,8 milhões de pessoas vivendo com menos de R$ 406 por mês e 15,2 milhões vivendo na extrema pobreza, com uma renda de até R$ 140 por mês.

Fonte: /Observatorio do 3° setor

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA