Deputados estaduais diminuem cargos comissionados de 656 para 345; Teve salário que teve corte de 50%

197 views

A Assembleia Legislativa de Rondônia decidiu reduzir o número de comissionados, de 656 para 345. Além disso, 90% dos que ficarem ganharão menos. Essas mudanças constam na reforma administrativa aprovada por 23 votos a zero na sessão da última terça-feira (18). A economia será de R$ 8 milhões por ano, conforme cálculo da Superintendência de Recursos Humanos (SRH) da Casa.

De acordo com a reforma administrativa, o menor vencimento de servidores comissionados, de R$ 1.012,00, foi mantido. O maior, de R$ 7.040,00, foi reduzido para R$ 3.520,00.

A economia na Assembleia Legislativa só não será maior porque o servidor efetivo ganha o dobro do vencimento de um comissionado. O presidente do Poder Legislativo, Laerte Gomes (PSDB), explicou que haverá a paridade de 50% de servidores efetivos e 50% de comissionados em todas as áreas administrativas da Assembleia.

De acordo com o deputado Laerte, isso vai assegurar que sejam chamados de imediato mais 40 aprovados no concurso público. “E depois vamos chamar os 38 restantes”, afirmou.

Trata-se do primeiro concurso público realizado na história da Assembleia Legislativa. Os servidores efetivos que já estavam na Casa tinham sido empossados por força de lei. Agora, foram 110 aprovados, e de acordo com o que foi informado, todos serão chamados.

Laerte Gomes explicou que os deputados estaduais decidiram que deveriam cortar na própria carne, porque é preciso reduzir as despesas. Somente no Gabinete da Presidência foram extintos 25 cargos e os salários também ficaram menor.

Assessoria

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA