Madeireiro que deu tapa na cara de pedinte é expulso do PSL e entra em “isolamento social” em MT; polícia instaura inquérito

63 views

Amigo que filmou a ação já esteve preso por crime ambiental e recebeu “Moção de Aplauso” de deputado estadual petista

Finalmente, o madeireiro Adonias Correia de Santana, 43 anos, tesoureiro demitido nesta sexta-feira (10) do Partido Social Liberal (PSL), em Tabaporã, a 674 quilômetros de Cuiabá (MT), entrou em “isolamento social”.

Mas o motivo não foi a conscientização dos riscos de contágio pelo Coronavírus, e sim a repercussão da agressão do madeireiro contra um pedinte, identificado como Anderson, esta semana, em uma rua de Sinop, a 500 quilômetros de Cuiabá (LEMBRE AQUI).

Segundo o inquérito instaurado pela Polícia Civil de Mato Grosso, o madeireiro e seu amigo empresário Hildebrando José Pais dos Santos, que filmou a agressão, avistaram o pedinte Anderson, que já prestou depoimento, e ofereceram a quanto de 20 reais.

De acordo ainda com o inquérito policial, o madeireiro pediu ao empresário que encostasse o veículo Hilux e atraiu Anderson com a promessa de mais 50 reais. Ao se aproximar, Anderson foi surpreendido com um tapa na cara. “Vai trabalhar, vagabundo. Filho da p…”, emendou o madeireiro.

O empresário que filmou a agressão e também entrou em “isolamento social” já foi preso em 2010, em uma operação da Polícia Federal contra crimes ambientais, diante de acusações de fraudes nos planos de manejos florestais (obrigatórios para retirada de madeira), fraudes em concessões de licenças ambientais, créditos florestais, retirada de madeira de terras indígenas, de assentamentos, transporte e venda ilegal de madeira.
Apesar da má conduta, recebeu da Assembleia Legislativa de Mato Grosso uma “Moção de Aplauso”, há dois anos, que atendeu requerimento do deputado petista Valdir Barranco, que se diz defensor da Reforma Agrária.

Fonte: O Povo
Autor: Eliomar de Lima

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA