CPI da Energisa acontece hoje em Rolim de Moura

9 views

A dinâmica da CPI atendeu em ouvir a população quanto a seus reclamos em relação à Energisa, bem como receber documentos e provas

Com a presença de deputados estaduais, do  Prefeito Luizão do Trento, vice-prefeito Fabrício Melo, todos os vereadores e lideranças de bairro, além de um público considerável, teve  lugar hoje no plenário da Câmara Municipal desta cidade,  a audiência pública dos moradores que quisessem manifestar-se quanto a denúncias envolvendo a Energisa, empresa que assumiu  há cerca de um ano o lugar da Ceron no fornecimento de energia elétrica.

Formou-se uma mesa diretora para os trabalhos, composta pelo prefeito Luiz Schock, presidente da Câmara, Vereador Lauro Francielle, Fabrício Mello e demais vereadores, que coordenou os trabalhos juntamente com os deputados presentes, Alex Redano, Adailton Fúria, Ismael Crispim e Jair Montes.
Luizão do Trento, prefeito de Rolim de Moura, elogiou os trabalhos da CPI e disse que sem a mesma  o consumidor continuaria sendo lesado por esta empresa que não tem vínculos com Rondônia. Luizão lembrou que a Energisa deve em torno de 1,5 bilhão de contrapartidas assumidas quando venceu a licitação para fornecimento de energia e que o parque elétrico de Rondônia necessita urgente de investimentos a fim de evitar os apagões que veem se registrando ultimamente e que a seu modo de ver, travam a economia do estado.
A dinâmica da CPI baseou-se em  ouvir a população quanto a seus reclamos em relação à Energisa, bem como receber documentos e provas a serem anexadas ao relatório final, que estará a cargo do Presidente da CPI, deputado Alex Redano.
O  deputado por Cacoal, Cirone Deiró  disse em entrevista ao Rolim Notícias que o público presente superou as expectativas, assim como a coleta de provas  quanto a denúncias de superfaturamento em tarifas, os  cortes indevidos no fornecimento e ainda a respeito da qualidade da energia que deixa muito a desejar, colaborado assim a população com subsídios aos trabalhos da Comissão  e  finalizou afirmando que a Assembleia Legislativa estará ao lado do povo em todas essas questões. Ele lembrou que recentemente a ALE aprovou Leis que proíbem o corte sem aviso, bem como a retirada de relógios sem permissão da Justiça. Cirone foi mais incisivo ao lembrar que o produtor rural e a economia do Estado também têm passado por perrengues quanto a tarifas exorbitantes e cortes no fornecimento em horários incompatíveis com o labor rural. “Isso traz enormes prejuízos à economia do Estado, que registramos através de denúncias da população que teve prejuízos em resfriadores de leite, congelamento de carne” in natura”, polpas, etc.  O deputado disse que a CPI está colhendo depoimentos,  xerox de contas cobradas indevidamente, superfaturadas e constatadas no “antes e depois” que a Comissão vem avaliando.
Já o deputado Ismael Crispim, disse em sua fala que o sucesso da CPI advém do comparecimento de público, bem como de documentos que embasam as denúncias, que farão com que a Energisa se retraia em sua sanha de lesar o consumidor. “Todas as denúncias serão avaliadas, cada documento e tomaremos as providências cabíveis para resguardar os direitos do consumidor! arrematou.
Pelo lado da população, o presidente da Associação de Feirantes, José Carlos Cestari, declarou que são muitos os abusos impetrados pela empresa de energia junto ao consumidor. Ele citou que já teve o fornecimento da energia para o espaço de feira “cortado”, mesmo a associação estando em dias com a conta. Não só cobraram o que não devíamos como ainda cobrou nova taxa de religação. Outro cidadão, o Pastor Adarcino Rodrigues de Souza, disse que o mais importante é a união da população e o comparecimento na audiência da CPI, posto que “são muitos os abusos que nós de Rolim de Moura enfrentamos nesta área por parte da Energisa tais como taxas abusivas, cobrança em duplicidade, cortes sem aviso prévio, taxas cobradas em duplicidade, além da total falta de compromisso social, e majoramento no custo dos serviços”; Segundo o pastor é relevante o trabalho dos vereadores e deputados na defesa da população que estava refém dessa empresa e que os resultados deverão aparecer em breve.
A Audiência encerrou-se por volta das 12h00, tendo sido coletados documentos e depoimentos os quais serão anexados ao relatório final. Entretanto, segundo o deputado Crispim, a coleta de provas continuará em todos os municípios para que se tenha uma real noção do que estava acontecendo no Estado.

 

Fonte: Rolim noticias

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA