Chiquinho da Emater participa de reunião com empresários bolivianos que pretendem instalar laticínio, em Rondônia

Na manhã desta terça-feira (01/10), o deputado Chiquinho da Emater  (PSB), acompanhado dos presidentes da Federação do Comércio de Rondônia (FECOMÉRCIO) Raniery Coelho e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-RO) Daniel Pereira, participou de uma reunião com empresários bolivianos da Indústria Alimentícia Real Ltda com sede em Cochabamba para tratar sobre o interesse do grupo para a instalação de um laticínio, em Rondônia.

De acordo com o deputado o encontro foi de suma importância, pois possibilitou a oportunidade dos gestores do país vizinho apresentar a variedade e a qualidade dos produtos que comercializam de leite e seus derivados, nos quais foram degustados e aprovados pelos participantes.

Na oportunidade, o parlamentar também enfatizou que a Indústria Alimentícia Real  pretende instalar uma filial no Estado por considerar a logística regional favorável, além de destacar que Rondônia possui uma cadeia produtiva crescente, apta a fornecer matéria prima de excelência para compor a produção de seus alimentos, contribuindo com a geração de empregos e renda, fomentando o desenvolvimento econômico local.

“A nossa pecuária de leite vem crescendo e agora com a chegada desse possível laticínio boliviano com atuação em outros países da América, acarretará mais vantagens ao nosso Estado, uma que vez, que os produtores da região terão mais oportunidade de negócio, no tocante a comercialização de seus produtos perante as indústrias dispostas a investir na região, elevando a força do setor”, destacou o deputado Chiquinho da Emater.

Além disso, Chiquinho da Emater manifestou apoio no acompanhamento das ações para a concretização da instalação desta indústria de laticínio no Estado, que está em fase de estudos respectivos as condições e incentivos, onde o parlamentar sugeriu o município de Nova Mamoré por se destacar como maior produtor de leite de Rondônia, além de possuir proximidade com a Bolívia, o que facilitaria o escoamento das mercadorias na relação comercial.

 

Fonte:  Acontece RO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA